HOME
  A FARSUL
  DIRETORIA
  INFORME FARSUL
  JORNAL SUL RURAL
  SINDICATOS
  COMISSÕES
  ASS.CRIADORES
  ASS.ECONÔMICA
  DEPTO.SINDICAL
  DEPTO.JURIDICO
  ESTATUTO
  DOWNLOADS
 



 
Seminário do Instituto CNA na Farsul apresenta Programas de Certificação a produtores
27/08/2018 - 18:00:00
 
As associações de raças que possuem programas de certificação compartilharam com os produtores rurais os detalhes de seus programas e as suas experiências durante um encontro promovido pelo Instituto CNA e Sistema Farsul, na 41ª Expointer. O encontro iniciou com a assinatura de um protocolo de intenções entre CNA e Brastexel, Associação Brasileira de Criadores de Ovinos da Raça Texel, para desenvolver um programa de certificação voltado para a raça de ovinos.
O foco do encontro, todavia, foi a produção de gado. O coordenador técnico do Instituto CNA Carlos Frederico Ribeiro, apresentou um estudo sobre o potencial do mercado de carne de alta qualidade no Brasil ao demonstrar que, apesar de ser um dos principais exportadores de carne do mundo, o país também importa mais de 7 milhões de peças de carne anualmente. A maioria, cortes de alto valor agregado como picanha, entrecot e maminha. Segundo Ribeiro, levando em consideração os dados da Plataforma de Qualidade CNA, para conseguir suprir esse mercado com produtos nacionais, os programas de carne certificada teriam que crescer 1000%.
O presidente do Sistema Farsul, Gedeão Pereira, relembrou que entre os principais mercados dos quais o Brasil importa carne de qualidade são justamente os vizinhos do Mercosul, com destaque para o crescimento do Paraguai no cenário externo agropecuário. O Brasil, portanto, teria plenas condições de investir em qualidade, através da genética e dos programas de certificação, para ocupar uma fatia do seu mercado que hoje é suprida por outros países do continente.
O secretário executivo do Instituto CNA e diretor geral da Faculdade CNA, André Sanches,  apresentou brevemente a estrutura da CNA e suas principais contribuições nos últimos anos e o coordenador de Rastreabilidade da CNA, Paulo Costa,  detalhou a evolução dos programas de certificação e apresentou o Agri Trace, plataforma de rastreabilidade que reúne uma série de informações e ferramentas úteis tanto para importadores quanto para as associações e produtores rurais.
As Associações Devon, Wagyu, Charolês, Angus, Nelore, Hereford e Braford tiveram a oportunidade de apresentar os seus programas de qualidade. A coordenadora do programa Carne Devon Certificada, Simone Bianchini, relatou toda a preparação da implantação do programa, que começou seis meses antes do primeiro abate em um trabalho que iniciou no campo e foi até a análise da receptividade da gôndola. A técnica da Associação de Wagyu, Iris Santana, apresentou os dois selos de certificação da raça, um deles que premia os animais com 50% Wagyu e outro que exige 100%, e relatou que o programa pretende crescer em 30% no próximo ano.
O coordenador do Programa Carne Charolês Certificada, Eldomar Kommers, apresentou a qualidade da carne da raça e ressaltou a importância de aumentar o número de frigoríficos que integram o programa, com o objetivo de ocupar o mercado gaúcho. O Seminário também reservou espaço para as raças zebuínas, com a presença do gerente executivo da Associação de Criadores de Nelore do Brasil, André Locatelli, que apresentou o Programa de Qualidade Nelore Natural. É a raça mais prevalente no Brasil por sua característica de resistência ao calor.
A gerente do Programa Carne Pampa, Fabiana Rosa Freitas, da Associação de Hereford e Braford – raça que é oriunda do cruzamento de Hereford com raças zebuínas como o Nelore – reiterou a importância dos cruzamentos industriais entre raças britânicas e zebuínas para o fortalecimento do mercado e destacou o papel dos programas de certificação: “temos que ser eficientes no que fazemos. Precisamos ter critérios e esses critérios tem de ser auditáveis e verificáveis para atender às demandas do mercado. Focamos no produtor, tendo em vista atender o consumidor”.
O diretor nacional do programa Carne Angus Certificada, Fábio Schuler Medeiros, destacou o potencial de crescimento de todas as raças para atender um mercado ainda em desenvolvimento: “se refletirmos, veremos que há pouco tempo tínhamos poucas variedades de arroz, de leite, de café, de vinho à disposição no mercado. Hoje o consumidor busca uma diferenciação porque sabe que há uma variabilidade no paladar. Da mesma forma, existe esse potencial para a carne. Mesmo se todas as associações quadruplicarem as suas produções, com qualidade haverá espaço para todos”. Medeiros reforçou a importância do investimento em marketing para realizar a aproximação entre produtores, associações e consumidores.
 
Clique aqui para ver fotos da noticia.
 
Fonte: Imprensa Sistema Farsul
 
Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Prof. Saint Pastous, 125
Fone: 51 3214.4400 - Fax: 51 3221.9113
E-mail: farsul@farsul.org.br
Caixa Postal 1.114 - Cep 90.050-390
Porto Alegre - RS