Farsul

Prêmio Cabanheiros dá prêmios e brindes a quem trabalhou com os campeões da Expointer 2019

Tradicional evento da Farsul , com apoio do SBT, animou a manhã deste sábado com show de Ênio Medeiros


- (André Feltes / Agência Preview)

No embalo da gaita de Ênio Medeiros, a Farsul, com apoio do SBT, entregou o Prêmio Cabanheiros aos profissionais da lida campeira que cuidaram dos animais durante a Expointer 2019. Foram sorteados prêmios e brindes na pista de ovinos.

O coordenador da Comissão de Exposições e Feiras da Federação, Francisco Schardong, disse que este é um reconhecimento a quem permanece nos bastidores, mas é fundamental para um grande evento "A Expointer é como se fosse uma Olimpíada e vocês trazem os craques que são os Grandes Campeões e todos que estão aqui merecem o prêmio pelo trabalho que fazem".

O presidente do Sistema Farsul, Gedeão Pereira, contou a sua trajetória como pecuarista e lembrou aos cabanheiros que é o seu trabalho que coloca comida na mesa dos brasileiros: "O carro-chefe da Expointer sempre foi a pecuária e nada mais justo que homenagear vocês, as pessoas que nos ajudam a construir o que é a essência da nossa Expointer", disse Gedeão.

Entre os brindes sorteados, torradeiras, micro-ondas, cafeteiras, chaleiras elétricas e outros utensílios para facilitar a vida do trabalhador do campo. João Antônio Velho, de Bom Jesus, que acompanhou um animal da raça Brahman, garante que não falta churrasco na mesa da sua casa. Por isso, uma faca e um prato que ganhou de brinde serão muito usados na hora das refeições.

A cadeira de praia que Maira Oliveira e Talita Couto, de Viamão, pretende dividir, não vai tocar a areia. "Será para tomar chimarrão no pátio!", garantem as cabanheiras que acompanharam o Grande Campeão da raça Percheron.

Uruguaiana é que foi a região dos sortudos. Do grande campeonato nas pistas aos grandes presentes no prêmio cabanheiros: Luiz Antonio Maidana, que trabalhou com um bovino da raça Brangus, saiu já montado em sua nova bicicleta. Já o ganhador de uma TV parecia predestinado ao prêmio, afinal seu nome é reconhecido por qualquer fã de seriados dos anos 80: Magaiver da Rosa, que trabalha com a raça Hereford, ficou feliz de ganhar um aparelho novo para assistir nos momentos de folga.  

 

SEE ALSO ...